WWW.OIACO.NET
Notícias do interior
Notícias policiais
Entretenimento
Notícias de sena madureira

STJ nega pedido de habeas corpus para o ex-prefeito de Sena Madureira

http://www.netupload.org/files/kis9ddr03fvoc1n9pdva.jpgO ex-prefeito de Sena Madureira, Nilson Areal, teve uma administração marcada por denúncias e afastamentos. Um ano depois de ser reeleito, ele foi afastado duas vezes.
Na primeira, Areal conseguiu voltar ao pode executivo em dois dias por força de uma liminar. Mas quando o processo chegou ao Tribunal Regional Eleitoral, Nilson perdeu de novo o cargo.
Passado um ano e dois meses fora da administração do município, o ex-prefeito voltou. E com ele as acusações de denúncias e desvios de recursos públicos.
No ano passado durante uma ação conjunta realizada pelo Ministério Público Estadual e a Polícia Civil, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas Secretarias de Ação Social, Saúde, Educação e na sede da Prefeitura.
A ação teve como finalidade  encontrar provas das denúncias que pipocavam a todo instante. Faltando 17 dias para o fim do mandato, Nilson Areal foi afastado pela terceira vez.
Ele ainda tentou voltar, mas não conseguiu. A liminar impetrada pelo advogado foi negada. Fim de mandato para o ex-prefeito –, início de problemas com a justiça.
No dia 16 do mês passado a Juíza do município, Zenice Motta, acatando pedido do Ministério Público, decretou a prisão de Nilson Areal, pela acusação de desvios de recursos públicos, que segundo a justiça, foram comprovados por notas de empenhos, cheques e depoimentos de testemunhas e envolvidos.
O ex-prefeito nem chegou a ser preso e dois dias depois foi beneficiado com uma liminar concedida pelo desembargador Adair Longuini. A prisão preventiva foi suspensa, mas  Nilson Areal foi proibido de entrar na prefeitura e se ausentar do estado.
No dia 28 do mês passado o caso foi julgado pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça. Por dois votos a um, a liminar foi cassada, e um novo mandado de prisão foi decretado, mas o ex-prefeito continua foragido.
Na tarde de terça-feira, o Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, indeferiu o habeas corpus impetrado pela defesa de Areal.
Para a defesa resta ainda recorrer ao Supremo Tribunal Federal, mas de acordo com alguns advogados, a expectativa é que o pedido também seja negado, já que a tendência da justiça  é não conceder habeas corpus para réus que estejam foragidos. Outro problema, é que ainda este mês, a corte entra em recesso e fica praticamente impossível o caso ser analisado.
 
por: (Ecimáiro Carvalho)

OBRIGADO PELA VISITA!

0 comentários for "STJ nega pedido de habeas corpus para o ex-prefeito de Sena Madureira"

Postar um comentário